22 outubro

Amizade colorida saudável é possível? Especialista tira dúvida!

Notícia original em: https://www.folhavitoria.com.br//geral/noticia/09/2020/amizade-colorida-saudavel-e-possivel-especialista-tira-duvida

Seria mesmo possível estabelecer e manter a chamada amizade colorida? Ela é saudável ou é melhor correr porque “vai dar ruim”?

Para quem não conhece, amizade colorida é um termo para definir pessoas que têm um envolvimento corporal mais íntimo, seja sexo ou apenas beijos, sem um comprometimento como casal. Também conhecida como amizade com benefícios, a amizade colorida seria uma forma de se saciar uma necessidade fisiológica do ser humano adulto sem a cobrança ou o compromisso de um relacionamento mais sério. Mas qual a chance disso dar certo?

Para a psicóloga e sexóloga Marcelle Paganini, a relação depende dos envolvidos. “Ao se entrar nesse ou em qualquer tipo de relacionamento é imprescindível saúde emocional. Quando ambas as partes são honestas e deixam bem claro o que querem, a chance de dar errado é quase nula”, comenta.

Segundo ela, esse tipo de relação aparece com frequência nos consultórios e a maioria dos casos é benéfico para os envolvidos. “Acredito que as pessoas estão evoluindo em relação a sexo, sexualidade e relacionamentos. Apesar de termos um longo caminho em relação a preconceitos e tabus, existem muitas pessoas com a mente mais aberta que têm usufruído dessas amizades”, argumenta Paganini.

Como saber se a amizade colorida é saudável?

De acordo com a especialista, a amizade colorida é saudável quando ambos estão confortáveis com os termos dela. Ela é categórica ao dizer que tais termos devem, sim, serem discutidos, deixados às claras e acordados entre ambos. Caso contrário, o risco de desentendimentos ou expectativas frustradas é alto.

“Amizade é isso: ser honesto e companheiro. Então ela não é saudável quando existe algum desacordo ou não dito entre ambos. Também quando há expectativas frustradas ou termos não discutidos. Defina as regras e conte suas expectativas sempre. Se não souber separar as coisas é melhor nem tentar”, alerta.

Marcelle também recomenda para as pessoas que possuem uma amizade colorida a priorização do diálogo em detrimento dos sexos e beijos e o cultivo da amizade em ambientais que não sejam somente para sexo, a fim de se fomentar conversas e trocas.

E seria uma relação para todos?

De jeito nenhum. “A amizade colorida só é aconselhável para quem consegue conceber a ideia e é bem resolvido com esse tipo de situação. Para pessoas que não separam o emocional do sexual, o melhor é apenas manter a amizade, para no fim das contas não perder os dois. Maturidade e equilíbrio são fundamentais. Esse tipo de envolvimento é, acima de tudo, para ser leve. Perdeu a leveza? pule fora”, conclui.

Notícia Original clique aqui!

Tags:, , ,

Comentários

comentários

Receba dicas e atualizações da Anima em seu e-mail: