24 junho

Fantasias Sexuais – Vale a pena tentar?

Esse texto é para quem pratica fantasias sexuais e não sabe se é uma prática saudável e para pessoas que não praticam entenderem e até considerarem (ou não) o uso desta ferramenta (sim, ferramenta) na vida sexual.

Fantasias sexuais, que são diferentes de fetiches, tem sim o seu lugar em uma vida sexual saudável. A questão toda é que nem todo mundo tem essa inclinação e nem a mente pronta para isso, portanto, ninguém é obrigado a nada (como em qualquer outra prática sexual).

Diferenciando Fantasia de Fetiche

Diferenciar um fetiche de uma fantasia sexual não é muito simples e para não estender o texto vou a principal diferença: a fantasia faz uso da imaginação como principal fator e o fetiche é um elemento que leva à excitação (uma espécie de gatilho) e não necessariamente precisa da imaginação para fluir.

De qualquer maneira, a fantasia sexual aqui considerada é aquela que paira a imaginação e é “realizada” de forma também imaginativa entre quatro paredes. Exemplo: interpretar um papel, uma profissão, imaginarem-se em um lugar diferente, fazendo algo diferente etc.

O papel da fantasia na vida adulta

Freud em sua obra Os caminhos da formação de sintoma (1917/1986), já mencionava o papel das fantasias sexuais na vida adulta. Na sua teoria, a prática era uma forma da mente dar vazão a desejos que foram impedidos pela realidade.

Existem desejos em nossa mente que as questões sociais e até algumas regras de bom senso, tornam a prática não benéficas para nossa saúde emocional nem sexual. Porém, não deixam de ser desejo. E considerando que a mente não sabe lidar com repressões (alguns entram em sofrimento, outros buscam outras compensações), as fantasias entram com uma possível ferramenta para a vazão e saciamento dessa “vontade” sexual.

Portanto, para casais que conseguem sintonia fina a ponto de um estar ligado no desejo do outro e embarcando na brincadeira do outro sem julgamentos, a fantasia é um afrodisíaco e tanto.

Outros benefícios

E não é apenas em relação a vazão de desejos da mente que a fantasia atende, também é muito benéfica para:

  • Aumento Intimidade do casal
  • Alimentação do fator novidade
  • Autoconhecimento
  • Liberdade Emocional
    Dentre outros
Mas vai querer sair da imaginação?

Muita gente tem medo de entrar no mundo das fantasias abrir precedente para a realidade, ou seja, medo que o parceiro ou parceira queiram buscar a realização no plano da realidade. Essa é uma questão que é muito pessoal e depende de cada caso, mas raciocina aqui comigo.

Mas a verdade é que, satisfeito aquele desejo da sensação dentro da fantasia a própria pessoa passa ou a perder o interesse pela realidade ou a pesar sobriamente as consequências daquilo na realidade, afinal a influência daquele forte desejo se enfraqueceu ou dissipou.

E conscientemente a pessoa consegue optar por não fazer.Agora, sob a influência do forte desejo não atendido. Pode ser que a realização daquele impulso seja extremamente maior do que a força de raciocínio e por mais que traga consequências, a pessoa está vulnerável a fazer. Resumo: a chance de trazer para a realidade é muito maior sem a fantasia! E convenhamos que o maior medo de quem está em uma relação é o da traição e não o da realização de um desejo em conjunto, seja imaginário ou real.

Porém, no fim das contas, a traição é mais uma questão do outro do que nossa, e quando há extrema motivação para a realização, não há nada que um parceiro ou parceira possa fazer para evitar.

Vale a pena então?

Falamos muito que sexo é brincadeira de adulto, e no campo da fantasia realmente é! Quem consegue se deliciar com os cenários que mente cria tem uma poderosa fonte de prazer e de cumplicidade com o outro em suas mãos. Mas é aquela questão, apenas se fizer sentido para você.

Outra coisa que não custa lembrar: qualquer desconforto, sentimento ruim ou sensação de que algo poderia ser melhor, não demore a procurar ajuda profissional. Um psicólogo sexólogo pode ajudar e muito nessas e em outras questões emocionais / sexuais. Afinal, a vida merecer ser bem vivida e eu sei que o seu desejo é que ela seja muito saudável e prazerosa. E eu te digo: é possível! Dentro dos seus termos. Seja feliz.

 

Até o próximo texto.

Tags:, , , ,

Comentários

comentários

Receba dicas e atualizações da Anima em seu e-mail: